23/12/2015

Casal ela evangélica e babalorixá é exemplo de tolerância religiosa

Uma fotografia de Márcia e Sandro, juntos há vinte anos, ficou famosa nas redes sociais graças a um detalhe simples: ela é evangélica e ele é babalorixá.
O casal pernambucano tem três filhos e afirma que as diferenças religiosas não são um problema. Os dois moram, inclusive, dentro de um terreiro de candomblé. Segundo informações do Diário de Pernambuco, nos dias de toque, Márcia Lima, de 37 anos, diz que tem prazer em receber os adeptos da religião do esposo. 
“Nunca senti rejeição, apesar de já ter ouvido comentários maldosos. Para mim, o demônio existe no coração e na cabeça de cada um e não na religião. Ele está na violência, no preconceito, quando a gente trata mal o próximo, não ama o semelhante”, comenta Márcia, membro da Igreja Batista Remidos do Senhor, em entrevista ao Diário.
Já Sandro Lima, 43, afirma perceber alguns olhares de desaprovação quando leva a esposa para a igreja. “Já cheguei a notar alguns olhares, mas precisamos entender que a diferença é que nos une. Juntos, somos fortes. Os pastores têm que ter consciência de que nossa liturgia é diferente da deles, acabar o preconceito. Podemos viver bem. Eu com meu ‘saravá’ e ela com o ‘aleluia’”, reflete.
O casal vem na contramão de diversos casos de intolerância religiosa já registrados no Brasil e acredita que pode ser um reflexo dos avanços que se iniciam nessa área. ibahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário