14/03/2016

Pastor leva seis tiros após culto e médicos consideram “um milagre” que ele tenha sobrevivido

Um pastor foi atacado no estacionamento da igreja que lidera no último domingo, 06 de março, levando seis tiros. Mas ele sobreviveu e os médicos que o atenderam após ser socorrido consideram o fato um verdadeiro milagre.
Tim Remington, 55 anos, líder da Altar Church, na cidade de Coeur d’Alene, em Idaho (EUA), foi baleado após o culto. A Polícia local suspeita que seu agressor seja o ex-fuzileiro naval Kyle Andrew Odom, de 30 anos, porém ainda não possui informações sobre a motivação do crime.
Remington, que dirige uma casa de recuperação de dependentes químicos, havia participado de um comício no dia anterior, quando orou pelo pré-candidato republicano Ted Cruz, que disputa as primárias para ser o candidato de seu partido à presidência dos Estados Unidos.
No hospital, os médicos descreveram a condição de saúde do pastor como “crítica, porém estável”, de acordo com informações da rede de TV NBC. Dentre os ferimentos causados pelos seus tiros estão um pulmão perfurado e a pelve quebrada.
“Uma das balas tentou entrar no cérebro, mas parou no crânio. Na sala de emergência, [os médicos] estão chamando isto de um milagre. Eu também estou dizendo que, pelos padrões do mundo de hoje, é um milagre”, escreveu Roger Crigger, um amigo do pastor, em uma publicação no Facebook.
Testemunhas disseram que o suspeito do crime fugiu do local em um Honda Accord 2004, prata, segundo informações do Washington Post.
John Padula, pastor auxiliar da Altar Church, comentou que está orando pelo colega de ministério, assim como pelo suspeito: “Nós não vamos amá-lo menos do que qualquer outra pessoa. E nós oramos para que ele venha a conhecer Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador. Então, nós não queremos que nada de ruim aconteça com ele”, afirmou, em entrevista à NBC News.
Uma porta-voz da campanha de Ted Cruz comentou o incidente e lamentou o fato: “Nossas orações também estão com pastor Tim, sua família e os médicos que supervisionam o seu cuidado. Oramos por sua recuperação completa e somos gratos pelos esforços da aplicação da lei para garantir que o atirador seja rapidamente levado à justiça”, afirmou Catherine Frazier.

Nenhum comentário:

Postar um comentário