13/03/2018

Elas foram amarradas porque escolheram Jesus, mas não negaram a fé

Foi através de um membro da família que Nani, de 17 anos, e Nha Phong, de 16, decidiram se converter ao evangelho. As duas são irmãs e moram em Laos (país asiático, localizado na Indochina), seus familiares não aceitaram a decisão das meninas, e então amarraram elas em casa por quatro dias. Elas passaram por provações, mas a fé em Jesus permaneceu.



“Meu primo me falou sobre a boa nova, ele é pastor em uma igreja perto da nossa. Gostei muito do que escutei, e é por isso que eu me tornei crente”, contou Nani para um membro da Portas-Abertas. Depois que se converteram, passaram a congregar em uma igreja local, e seus familiares, animistas devotos, contestaram a decisão das duas irmãs.




“Quando fomos à igreja, nossa família ficou muito brava com a gente. Meu primo e meu sobrinho disseram que eu precisava voltar para minha antiga religião e me forçavam a sair da igreja”, disse Nani.
O parente não cumpriu a ameaça, mas depois de um tempo, quando foram a igreja novamente, seus familiares seguiram as duas até a igreja, e as retiraram do culto. “Eles nos amarraram e meu pai bateu na minha irmã, mas ele não me atingiu. Eu não sei o motivo”, disse Nani.

Cerca de seis a nove pessoas pegaram as meninas e as levaram de volta à aldeia, elas ficaram separadas e continuaram amarradas. Nha Pong disse que eles a levaram até a casa do tio e perguntaram se ela ainda acreditava em Deus. “Eles me ameaçaram e me disseram que, a menos que eu renunciasse à minha nova fé, eles me manteriam amarrada”, contou a adolescente mais nova.
As irmãs ficaram quatro dias amarradas e não negaram a fé em Jesus. Depois foram soltas, e seus familiares ficaram chateados com a decisão que as duas tiveram de permanecer firme.

“Eu acredito que nossa força para permanecer firme é um presente de Deus. Deus nos deu a paixão de acreditar”, disse Nani. “Há um versículo da Bíblia em Efésios 6. Quando as pessoas lutam no passado, eles usarão o escudo, e eu usarei o escudo para proteger. Então eu tenho que colocar minha fé em Jesus.”
Nani também contou que foi difícil desobedecer ao pai, que é o chefe da família, mas elas não desistiram. “Sabemos que Jesus morreu por nós, e não queremos voltar para nossa antiga religião”, ressaltou Nani. Ela também disse que ainda que seja difícil, elas quer seguir Jesus. Tudo o que aconteceu na vida dessas duas irmãs serviram para que a fé delas fossem fortalecidas.

Com informações do Guia-me

Nenhum comentário:

Postar um comentário